Como Lidar com a Birra Infantil | Guia Completo

por

As birras são um dos maiores desafios para todos os pais, e assim como as crianças, muitas vezes não sabemos como agir diante de um episódio de birra, principalmente se for em público.

Para nós, adultos, é claro que as birras são desnecessárias e que não é o fim do mundo se o irmãozinho mais novo misturou as cores da sua massinha, por exemplo. Mas para as crianças, essa é a forma delas demonstrarem sua insatisfação.

birra infantil

Afinal, elas ainda não compreendem totalmente seus sentimentos. Então agora que já sabemos que as birras nada mais são do que formas de expressar sentimentos como raiva, tristeza, medo e outros, vamos entender como lidar com elas.

Até quando as birras são normais?

Como dito, as birras de crianças acontecem quando elas não sabem lidar com alguma frustração. Sendo assim, não existe uma idade para a criança começar ou parar de fazer birra.

Por isso, frases como “se você não parar de chorar vai ficar de castigo” só pioram a situação, pois deixam a criança ainda mais irritada.

É necessário que os pais sejam pacientes e busquem a melhor forma de ajudar os filhos a lidarem com suas emoções. Para isso, é necessário que os próprios pais tenham esse tipo de autocontrole.

Afinal, o comportamento dos filhos reflete o dos pais e o ambiente familiar em que vivem. 

Como lidar com a birra?

Por mais que seja constrangedor para a família ter uma criança fazendo birra na presença de outras pessoas, você não deve se preocupar com o que as outras pessoas vão pensar, e sim no que seu filho está sentindo e em como ajudá-lo.

Mantenha a calma

Durante um episódio de birra, respire fundo e procure um lugar mais calmo em vez de simplesmente ceder à vontade da criança. 

Seja firme! Por mais que a criança esteja indo contra a sua vontade, manter uma coerência de decisões passa uma sensação de segurança para a criança. Então evite dizer uma coisa e fazer outra contrária, pois isso deixa a criança insegura.

Mantenha um tom de voz tranquilo e demonstre para seu filho que você entende o descontamento dele, mas que o que ele quer não é possível no momento, mas que pode ser que ele consiga isso em outro momento.

Mas atenção, nada de “na volta a gente compra” e nunca mais passar perto do lugar. Mentir para a criança, só fará com que ela perca a confiança em você.

Não use violência

Xingar, ameaçar ou até bater na criança só piora a situação e ainda diminui o vínculo entre vocês. 

Na realidade, durante uma birra, a criança espera que você tenha uma reação parecida com a dela e ter um comportamento não violento acaba surpreendendo a criança. Isso por si só é capaz de encerrar a birra em alguns momentos.

Converse com a criança depois que ela acalmar

Mais tarde, quando a criança estiver mais calma, procure conversar com ela e explicar o porque ela não conseguiu o que queria naquele momento. 

Mostre que você entende o lado da criança e pergunte se ele entendeu ou se tem alguma dúvida.

Compreender os sentimentos do seu filho no momento da birra é fundamental para lidar com futuros episódios, então peça para ele lhe contar o que sentiu naquela hora. E escute atentamente e sem julgamentos.

Isso ainda vai ajudar a criança a entender o que sente. E se birras acontecem quando a criança não sabe expor os sentimentos, ajudá-las a  entender suas emoções é o caminho para que as birras acabem de uma vez por todas.

Quando a birra não é normal?

Como já falamos antes, não existe uma idade limite para as birras acabarem. E a personalidade e tipo de criação influenciam muito sobre isso.

Entretanto, se depois dos 6 anos seu filho continuar a ter ataques de birras constantes é interessante marcar uma consulta. Isso porque alguns comportamentos de uma criança com TDAH ou autismo podem ser confundidos com birras.

Logo, se mesmo seguindo as dicas anteriores, seu filho continuar a ser uma criança birrenta, pode ser um sinal de alerta. Já que as birras tendem a diminuir com o tempo, se tratadas de forma correta.

Como acabar com a birra infantil?

A birra nada mais é do que uma forma de demonstrar os sentimentos da criança, então se seu filho tiver segurança em conversar com você as birras tendem a diminuir.

Então saber entender os sentimentos da criança e ainda ajudá-la a lidar com eles é a chave para nunca mais sofrer com uma crise de birra.

Mas saber lidar com os sentimentos pode ser difícil até mesmo para nós adultos, imagina ajudar uma criança a fazer isso. Por isso, recorrer a ajuda de alguém especializado pode ser a virada de chave que você precisa, o programa Maternidade Mais Leve vem ajudando muitas mamães a eliminarem esse tipo de comportamento em até 4 semanas.

Photo of author

Marcia Toledo

Mãe de 3, madrasta de 2 e avó de 4 me deu o titulo de Mãe Experiente. Depois de pura pressão social, decidi compartilhar meus conhecimentos sobre ser uma mãe e ter uma familia.