Como Conversar Com Meu Filho de 9 Anos | Guia 2022

por

Pode ser que muitos pais não saibam disso, mas por volta dos 8 a 10 anos, é uma fase de muitas mudanças e desafios tanto para os pais quanto para os filhos.

Nessa fase a criança passa por mudanças no corpo, nos gostos, na percepção que tem sobre as coisas e mais.

E com isso, vem o grande desafio dos pais de auxiliar a criança nessa fase. Educando, guiando e ajudando nas dificuldades.

como conversar com meu filho de 9 anos

Pensando nisso, o artigo que a mãe experiente traz hoje é: como conversar com meu filho de 9 anos?

Há muitas dicas sobre como conversar com o seu filho, como: dar opções, validar seus sentimentos, respeitar suas prioridades, e etc.

Há ainda muitas dicas sobre os assuntos que devem ser abordados nesse período, com base no que a criança está passando.

Por isso, continue a ler esse artigo e saiba mais!

Como Conversar Com o Meu Filho de 9 Anos?

Primeiramente, para saber como conversar com o seu filho de 9 anos, é importante entender o que ele está passando.

Essa fase dos 9 anos, também conhecida como Rubicão, é uma fase chave na vida de qualquer um.

Inclusive, a título de curiosidade, essa fase é assim chamada em referência à travessia feita por Julio César no Rio Rubicão no período do Império Romano. 

Essa travessia ficou conhecida por ser uma travessia sem volta e essa a representação dessa fase.

O que acontece com o meu filho aos 9 anos?

Veja abaixo algumas coisas que acontecem com a criança aos 9 anos. 

Mudanças no corpo

Por volta dos 9 anos, o corpo das crianças começa a mudar. 

Nas meninas, começa a se desenvolver as mamas, e nos meninos, os testículos. 

Além disso, começam a aparecer os pelos pubianos, e começam a surgir as acnes, com o aumento da oleosidade da pele.

Interesse em meninos ou meninas

Nessa fase que também podem começar a surgir os primeiros interesses das crianças de forma mais próxima do romance.

Claro que irá começar com um interesse leve, uma vontade de estar perto, mas é algo que deve ser tido com relevância.

Senso de justiça

Nessa idade, a criança já terá uma ideia mais fixa em sua cabeça sobre certo e errado, aflorando assim seu senso de justiça.

Medo

Com essa noção mais avançada, e essa nova habilidade de adquirir conhecimentos e compreender o mundo.

É perfeitamente normal que a criança comece a sentir medo de coisas que antes não lhe importavam.

Há até quem fale em um regresso, pois algumas crianças que estavam evoluindo de forma mais independente, acabam grudando mais nos pais.

Mas não se trata de um regresso, e sim que a criança agora tem novas compreensões que compreensivelmente lhe causam medo, como por exemplo, a morte.

Nessa idade a criança já consegue entender melhor o que é a morte, e pode passar a temer que isso aconteça com os seus pais, resultando em uma criança mais grudenta.

Auto-estima e individualidade

É comum as crianças serem muito influenciadas pelos amigos e colegas com que convivem.

Por isso é importante ficar atento para as influências que seus filhos estão tendo.

Quais assuntos devo tratar com meu filho na idade de 9 anos?

Mudanças no corpo

É muito importante explicar as mudanças que o seu filho está sentindo e assegurá-lo de que está tudo bem.

Procure se basear em livros escolares para ter fotos e garantir que não vai tratar de assuntos de forma desnecessária ou que não seja educacional.

Sexualidade

Com o começo dos interesses, o amadurecimento e a capacidade das crianças de entender assuntos novos, esse assunto vai se tornar essencial.

Até então, as crianças aprendiam mais por exemplo e visualização, e você tinha que ter muito cuidado com o que deixa as crianças verem.

Mas a partir de agora, restringir o que as crianças podem ver começará a ser mais difícil.

Até porque, atualmente, a sociedade está bastante sexualizada e isso pode despertar uma curiosidade.

Assim, é importante que os pais comecem a abordar esse assunto de forma delicada, educativa, e apropriada.

Para isso, deve se buscar fontes confiáveis e o mais importante se preparar para esse momento.

Por mais desconfortável que possa ser, é importante que os pais falem sobre esse assunto.

Falar sobre esse assunto pode evitar situações como: abuso sexual, gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis.

Ou seja, não é um assunto que possa ser evitado.

Lembre-se que na escola esse assunto ainda não é devidamente abordado.

E as informações na internet podem acabar não sendo apropriadas para deixar que seu filho descubra por conta.

como conversar com filho

Luto

Luto pode também ser um assunto difícil de ser abordado, mas é possível que esse se torne um dos primeiros medos reais que o seu filho vai ter.

Agora conseguindo compreender do que se trata a morte, seu filho pode passar a temê-la, a temer a perda dos pais.

Para evitar que esse assunto o perturbe, é importante abordá-lo de forma gentil mas verdadeira.

Individualidade

É muito comum as crianças quererem seguir, copiar os amigos ou colegas e até os mais velhos, por isso é bom ajudá-lo a se reafirmar como indivíduo.

É bom ter influências, mas também é importante que seu filho tenha opiniões e gostos próprios.

Auto-estima

Essa fase com as espinhas e as mudanças do corpo pode ser um desafio para auto-estima de qualquer pessoa.

Por isso, garante que seu filho está bem e se sentindo bem consigo mesmo.

Como falar com o meu filho?

Sempre valide os sentimentos do seu filho

Não aja como se o que o seu filho está sentindo é sem importância, por mais que seja uma briguinha com o colega que o tenha deixado chateado.

Mesmo que tenha sido algo que você já o tivesse avisado, evite falar coisas como “eu te falei”, ou demonstrar falta de interesse como “só esqueça isso, vamos comer”.

É importante que seu filho se sinta acolhido e confortável para no futuro se sentir à vontade para conversar e compartilhar com você.

Procure entender o sentimento do seu filho, incentive-o a compartilhar e demonstre validar e compreender o que ele está falando antes de dar qualquer opinião contrária.

Peça a opinião do seu filho

Seu filho que agora está com mais senso de justiça e opiniões, vai se sentir feliz se você pedir a opinião dele.

Não o trate como alguém cuja opinião é irrelevante ou menos importante. Deixe que ele faça parte das decisões e ouça o que ele tem a dizer.

Dê opções a ele

Tão importante quanto pedir a opinião é dar opções para o seu filho escolher.

Assim você deixa que ele tenha a escolha entre opções que sejam viáveis para você e ele não sentirá que foi algo imposto.

Deixe a criança tentar sozinha

Por mais que a criança possa demorar mais ou ter dificuldades em uma tarefa que você poderia realizar fácil e rapidamente, deixe-a tentar.

É tentando que a criança vai aprender.

Não faça por ela, somente a ajude se ela precisar.

Dê exemplos

Se você quer falar algo que possa ser complexo para a criança entender, procure usar exemplos para facilitar a compreensão.

Mesmo que você tenha que criar exemplos hipotéticos, busque falar de forma clara sem perder a paciência.

Você pode ainda, buscar exemplos na ficção em séries ou filmes e começar a debater com o seu filho sobre o assunto.

Entenda o que é importante para o seu filho

Assim como validar a opinião do seu filho é importante, é essencial que você entenda que certas coisas podem não ser importantes para você, mas importantes para o seu filho.

Um jogo ou uma banda pode parecer algo trivial para você, mas pode ser algo com grande relevância na vida da criança.

Então, não trate como algo sem importância, por mais que pareça sem importância para você.

Tente entender os gostos do seu filho.

como conversar com filho adolescente

Como devo falar com meu Filho de 9 Anos?

Entenda o momento que ele está passando.

Dentre os quais inclui:

  • Mudanças no corpo.
  • Interesse em meninos ou meninas.
  • Senso de Justiça.
  • Medo.
  • Problemas de auto-estima.
  • Alta influência de terceiros.

Além disso, busque falar abertamente com o seu filho sobre assuntos relevantes para essa idade, como:

  • Mudanças no corpo.
  • Sexualidade.
  • Luto.
  • Individualidade.
  • Auto-estima.

Por fim, para falar com o seu filho de 9 anos, lembre-se de:

  • Sempre valide os sentimentos do seu filho.
  • Peça a opinião do seu filho.
  • Dê opções.
  • Deixe a criança tentar sozinha.
  • Dê exemplos.
  • Entenda o que é importante para o seu filho.

Além disso, busque a honestidade e a compreensão.

Continue com a mãe experiente para mais conhecimento! Confira também um artigo completo sobre dicas para fazer o seu filho ter respeito por você.

Jussara Santos

Jussara Santos

Jussara Santos, membra da comunidade Mãe Experiente, é mãe de 3 meninas lindas. A Bella, Julia, e Marta. Com mais de 10 anos sendo auxiliar de creche, Jussara se apaixonou em ajudar crianças e trazer conhecimento para suas respectivas mães. No seu tempo livre, Jussara adora levar as meninas para brincar na praia.