Como Tirar a Chupeta | Guia 2022

por

A chupeta é um item que pode ser controverso no mundo da maternidade, isso porque muitos criticam o seu uso enquanto outros defendem.

A verdade é que a chupeta não é sempre prejudicial, mas podem ocorrer ocasiões em que seja.

Mas também é um item que proporciona conforto e segurança para os bebês.

como tirar a chupeta

O que é essencial nesse começo de vida e pode ajudar muito os pais nessa época.

Por mais que seja um período mágico, é também muito desafiador e há momentos em que toda e qualquer ajuda será bem-vinda.

Infelizmente, há um momento em que a chupeta deve partir.

Mas, como tirar a chupeta?

A retirada da chupeta deve ocorrer de forma gradual e consciente, deve ser um crescimento, um amadurecimento e não uma punição.

Pensando nisso, a mãe experiente separou mais algumas dicas de ouro para te ajudar nessa hora.

Ficou interessada?

Continue lendo!

Como Tirar a Chupeta?

Com muita paciência, amor e carinho.

As chances são que a retirada da chupeta será um momento bem difícil, noites mal dormidas, choro, irritação e tudo mais.

Mas você deve se lembrar que enquanto esse momento será difícil para você, também será bem difícil para o seu filho.

Por isso, busque a empatia, lhe dando conforto e mostrando a ele que está tudo bem.

Porque está tudo bem. Essa fase turbulenta é só uma fase.

Veja então:

8 Dicas de Como Tirar a Chupeta de Criança. 

1. Não tente tirar a chupeta de forma brusca

Lembre-se, a paciência é sempre fundamental.

Antes de fazer a retirada da chupeta de uma vez por todas, é importante diminuir o seu tempo de uso.

Quando seu filho estiver brincando distraído, tente tirar a chupeta.

Quando ele quiser falar, diga a ele que você não consegue entender com a chupeta na boca.

Comece a controlar o tempo que ele pode ficar com a chupeta, e combine com ele.

Por exemplo, “filho, vamos tirar a chupeta para assistir tv? Atrapalha para você responder e rir”.

Vá fazendo progresso, tirando durante uma parte do dia mais calma, depois evoluindo para os passeios que seu filho quis fazer, por fim mantendo-a só para dormir.

2. Tire o prendedor da chupeta

Nesse sentido, aproveite também para tirar qualquer prendedor ou facilitador que ajude o seu filho a ter a chupeta em mãos durante o dia.

É comum que algumas crianças tenham um prendedor ou uma toalhinha em que podem carregar a chupeta, garantindo um acesso fácil sempre que quiser.

Comece tirando isso, se a criança quiser a chupeta, dê somente a chupeta, não a deixe tão fácil.

3. Não deixe a chupeta a noite toda

Quando o seu bebê dormir, retire a chupeta devagar para não acordá-lo.

É importante que ele não fique com a chupeta a noite toda para que não se acostume a dormir com o movimento de chupar.

Isso pode facilitar para que ele não fique tão dependente.

Afinal um bebê que só consegue dormir com a chupeta é muito mais propenso a ser dependente dela.

4. Momento errado

Pode não haver exatamente um momento certo para tirar a chupeta.

Procure ir implementando a diminuição do tempo e ir vendo quando a criança está mais madura para compreender.

Apesar disso, há definitivamente momentos errados.

A chupeta proporciona conforto e segurança para a criança, por isso, você deve procurar momentos mais tranquilos para tirá-la.

Não tente tirar a chupeta quando o seu filho estiver passando por outro momento desafiador, como o desfralde, ou o início do ano letivo na escola ou creche.

Até mesmo a chegada de um irmão na família.

É importante saber quando o seu filho já está atordoado com alguma coisa.

5. Tente uma troca

Entendendo o porquê da chupeta ser tão importante para o seu filho, fica mais fácil de fornecer uma alternativa.

Procure negociar com ele, se ele quiser ir ao parque, você pode negociar de não levar a chupeta, já que ele deve se sentir confortável no lugar que deseja ir.

Você também pode negociar a troca por um bichinho de pelúcia.

Você pode dizer para o seu filho que o bichinho irá cuidar dele, não sendo necessário que tenha medo.

como tirar a chupeta da criança

6. Argumente sobre o crescimento

Conte para a criança que a chupeta não é mais necessária, que ela já está grandinha e não precisa mais da chupeta.

Crianças gostam desse sentimento de crescimento, por isso mostrar que ela já está madura o suficiente para não precisar da chupeta, pode funcionar.

Reforce que ela pode sempre te procurar quando estiver com medo ou aflita, que você estará sempre por perto.

Incentive o seu filho a expressar suas preocupações e descontentamentos, reforçando como a chupeta é desnecessária.

7. Combine um dia para o fim da chupeta

Quando seu filho estiver ficando mais acostumado com a ideia de se afastar da chupeta, usando-a por poucos períodos durante o dia.

Quando a ideia de se afastar da chupeta não causar mais tanto desconforto e preocupação, combine um dia para doá-las ou colocá-las na reciclagem.

Dê pelo menos 3 dias para o seu filho antes de decretar o fim da chupeta.

Combine com ele e deixe ele se sentir parte dessa decisão.

Reforce diariamente, porém sem ser exaustivo, que está orgulhoso do seu filho, que é a decisão certa, e como ele está grandinho.

Deixe ele se acostumar com a ideia e sempre que ele começar a querer adiar ou mostrar arrependimento, converse com ele e o convença a não voltar atrás.

Mas sempre com a ideia de que a chupeta não é mais necessária, que não irá fazer falta, nunca em um tom de bronca.

Após o dia marcado, não dê mais a chupeta, você pode doá-las ou as colocar para reciclagem.

Mas é importante não as ter mais por perto para que nem você nem seu filho sintam qualquer tentação.

8. Fique firme

Pode ser que os próximos dias sejam conturbados, mas NÃO DEVOLVA A CHUPETA.

Dar a chupeta de volta depois de um chororô, irá passar diversas ideias erradas como: chorando você consegue tudo, os combinados não são sérios, etc.

Sobre esse assunto temos um artigo completo sobre como ter o respeito do seu filho.

Por isso, se o seu filho começar a sentir muito a falta da chupeta, procure confortá-lo e passar segurança.

Se você estiver ficando irritado ou impaciente com o choro incessante.

Peça para o seu marido, pais, ou qualquer pessoa que possa te ajudar, para que conforte o seu filho.

Pelo menos até você se acalmar.

Isso porque se a criança já está num momento difícil, uma mãe brava e nervosa só o deixará ainda mais arredio.

Mantenha a calma e fique firme!

Qual a Importância de Tirar a Chupeta?

A chupeta para recém nascido pode ser um grande aliado, mas é ideal não deixar a chupeta por longos períodos com o bebê.

Também é recomendado que seja tirada após certa idade.

Essa recomendação é importante porque a chupeta pode afetar a dentição, após certo tempo, e ainda pode causar dependência.

Como acabamos de ver, o processo de tirar a chupeta pode ser exaustivo e difícil, isso se dá porque o bebê vai criando apego.

Assim, quanto mais tempo ele tiver para se apegar à chupeta, isso pode se tornar cada vez mais difícil, podendo chegar até a um vício.

E não é nem preciso dizer quão ruim um vício logo no início da vida será ruim para o futuro, não é mesmo?

Quando Tirar a Chupeta?

O período ideal é perto do 1º ano até o 2º, no máximo.

A partir dos 12 meses de vida, estima-se que começa o apego pela chupeta, fazendo com que a retirada desse item se torne mais complicada.

Porém é só perto dos 2 anos que a chupeta efetivamente pode ser prejudicial.

Por isso, você deve se planejar para ir fazendo a transição aos poucos, acostumando o bebê a ficar sem ela, para retirá-la completamente antes dos 2 anos.

Assim você evita quaisquer problemas de desenvolvimento e até o vício que poderia ocorrer.

como fazer o filho largar a chupeta

Como Confortar o Meu Filho Sem a Chupeta?

Algumas dicas para prover conforto e segurança sem ter que recorrer à chupeta são:

  • Colo;
  • Conversar;
  • Cantar sua música favorita ou de ninar; e
  • Contar uma história.

A ideia aqui é passar segurança e mostrar para o seu filho que não há nada de errado, nada a temer.

Então, Como Tirar a Chupeta?

Com amor e carinho, paciência e compreensão.

Veja algumas dicas:

  • Não tente tirar a chupeta de forma brusca;
  • Tire o prendedor da chupeta;
  • Não deixe a chupeta a noite toda;
  • Não escolha o momento errado;
  • Tente uma troca;
  • Argumente sobre o crescimento;
  • Combine um dia para o fim da chupeta; e 
  • Mantenha-se firme na decisão.

Procure, ainda, retirar a chupeta por volta do 1º ano até o 2º no máximo.

Evitando que ocorram problemas no desenvolvimento do bebê, ou até que ele desenvolva um vício na chupeta.

Quando ele sentir falta, tente acalmá-lo das seguintes formas:

  • Colo;
  • Conversar;
  • Cantar sua música favorita ou de ninar; e
  • Contar uma história.

Veja ainda nosso artigo que fala mais especificamente sobre os possíveis malefícios do uso da chupeta.

Veja também nosso guia com as melhores chupetas.

Photo of author

Jussara Santos

Jussara Santos, membra da comunidade Mãe Experiente, é mãe de 3 meninas lindas. A Bella, Julia, e Marta. Com mais de 10 anos sendo auxiliar de creche, Jussara se apaixonou em ajudar crianças e trazer conhecimento para suas respectivas mães. No seu tempo livre, Jussara adora levar as meninas para brincar na praia.