Mãe Amamentando Pode Tomar Dipirona? Guia 2022

por

Alguns medicamentos não são indicados durante o período de aleitamento. Vamos saber hoje se a mãe amamentando pode tomar dipirona.

Muito usado para baixar a febre e aliviar a dor no corpo, a dipirona é um medicamento encontrado facilmente em farmácias e drogarias.

Como não é preciso ter receita para comprar esse remédio, muitas pessoas utilizam a dipirona sem prescrição médica.

mae amamentando pode tomar dipirona

Mas a automedicação pode trazer riscos para a saúde. Além disso, alguns remédios não podem ser usados durante a gravidez ou amamentação.

Neste artigo, eu te conto se a mãe amamentando pode tomar dipirona.

Você também vai conhecer quais são os principais usos deste medicamento, então continue lendo.

Para que serve a dipirona?

A dipirona é um medicamento também conhecido como dipirona monoidratada ou dipirona sódica.

Você encontra esse remédio na forma de gotas, comprimidos ou xarope. Não é preciso ter receita para comprá-lo.

Apesar disso, é sempre recomendável usar qualquer medicamento somente com indicação de um médico.

A dipirona serve para baixar a febre e aliviar a dor no corpo de adultos, adolescentes, crianças ou bebês, esses acima de 3 meses de idade.

Por esse motivo, a dipirona é muito usada no alívio dos sintomas de gripes e resfriados.

A ação da dipirona no organismo é rápida. Em cerca de 30 a 60 minutos após o uso deste medicamento, a pessoa doente já sente o seu efeito.

posso tomar dipirona dando mama

Quem não pode usar a dipirona?

Apesar de ser um remédio muito usado no Brasil, nem todas as pessoas podem utilizar a dipirona.

É o caso de quem tem alergia a remédios que tratam dor e febre, como paracetamol, ibuprofeno e ácido acetilsalicílico, também conhecido por AAS.

A dipirona em gotas ou xarope não deve ser usada em crianças com menos de 3 meses de vida.

Já a dipirona em comprimido não é recomendada para adolescentes com menos de 15 anos.

Mãe amamentando pode tomar dipirona?

Além das pessoas mencionadas antes, as mães que estão amamentando também não devem usar a dipirona.

As mães que amamentam não podem tomar dipirona porque as substâncias deste remédio passam para o leite materno em grandes quantidades.

Caso isso aconteça, o bebê pode ter efeitos colaterais, como cianose, que é quando a boca, pele e unhas apresentam coloração azulada.

A criança também pode ter agranulocitose. Essa condição reduz a quantidade de leucócitos, que são os glóbulos brancos do sangue.

Essas células são responsáveis por proteger o corpo da ação de microrganismos causadores de doenças.

Com um baixo número de glóbulos brancos, o bebê pode adoecer mais facilmente.

Então, a dipirona somente deve ser usada pelas mães que estão amamentando se for indicada pelo médico.

Estou amamentando. Quais cuidados devo ter antes de tomar um remédio?

lactante pode tomar dipirona

A dipirona é um medicamento muito usado no tratamento de dores no corpo e febre, sintomas comuns em caso de gripe ou resfriados.

Não é preciso ter receita médica para comprar dipirona. 

Por isso, esse remédio é muito utilizado sem que as pessoas tenham o cuidado de saber se podem ou não tomá-lo.

A automedicação pode provocar problemas de saúde, principalmente para as mães que estão amamentando.

Porque as substâncias de alguns medicamentos passam para o leite materno e fazem mal para o bebê.

É o caso da dipirona. As substâncias deste medicamento são repassadas em grandes quantidades para o leite materno.

Quando isso acontece, a criança pode ficar com a pele, a boca e as unhas azuladas. 

Outro problema provocado é a redução da quantidade de glóbulos brancos no sangue do bebê.

Sem uma boa quantidade destas células, o organismo do bebê fica desprotegido e ele pode adoecer com mais facilidade.

Então, as mães que estão amamentando devem tomar dipirona apenas se for recomendado pelo seu médico de confiança.

Além de consultar um médico antes de tomar qualquer medicamento, as mães que estão amamentando devem:

  • Definir os horário dos medicamentos para evitar a ingestão de remédios perto da hora de amamentar
  • Evitar remédios com muitas substâncias ativas
  • Observar se o bebê apresenta alguma reação negativa (mudanças nos hábitos de sono, alimentação e digestão)
  • Não utilizar remédios de ação prolongada, porque estes medicamentos demoram para ser eliminados pelo organismo

Se for preciso tomar algum remédio que faça mal para o bebê, a mãe deve retirar o leite antes de iniciar o tratamento.

Assim, o bebê continua a receber o leite materno sem correr o risco de ter problemas de saúde.

Para te ajudar a retirar o leite, temos um artigo com as melhores bombas de tirar leite aqui no blog.

Photo of author

Jussara Santos

Jussara Santos, membra da comunidade Mãe Experiente, é mãe de 3 meninas lindas. A Bella, Julia, e Marta. Com mais de 10 anos sendo auxiliar de creche, Jussara se apaixonou em ajudar crianças e trazer conhecimento para suas respectivas mães. No seu tempo livre, Jussara adora levar as meninas para brincar na praia.